florestas

Floresta dos plátanos, choupos, freixos, faias, salgueiros, olmos, oliveiras, castanheiros, carvalhos, sobreiros, azinheiras, pinheiros bravos e mansos....
Um blog para seres da floresta, do deserto, dos grandes mares, das planícies, das montanhas, dos rios, das rias, das cidades... não acessível a tias!

sábado, novembro 26, 2005

Certidão de Não Estar Vivo

Bom dia, eu queria 1 certidão. Sobre? Queria uma certidão a dizer que eu não estava vivo em 1993. Ah, o senhor quer uma certidão de óbito com 12 anos de atraso. Não! Não quero uma certidão de óbito porque eu não morri, quero uma certidão a dizer que não estava vivo. Portanto, o senhor precisa de uma certidão a dizer que não tinha nascido em 1993, é isso? Mas, olhe que o senhor parece um bocado velho para não ter nascido nessa data. Não lhe posso passar a certidão. Chame o seu chefe, é sempre a mesma burocracia. Amigo Pimpão, o seu funcionário diz que não me pode passar 1 certidão a dizer que eu não estava vivo em 1993. Passe a certidão, seu incompetente, se aqui o amigo diz que não estava é porque não estava. Ó Chefe, mas se ele já tinha nascido e ainda não morreu como é que não estava vivo? Você é teimoso, a certidão não tem de dizer se ele já tinha nascido, ou se ainda não morreu, só tem de dizer que não estava vivo, são coisas diferentes. A propósito, amigo, a minha filha porta-se bem, trabalha bem? Amigo, é certidão ou atestado?

2 comentários:

mariaprof disse...

Qualquer semelhança com a realidade....afinal nem sempre o que se escreve nas actas é toda a verdade...há verdades além da verdade...(gostei!...mas também já não é novidade...)

IC disse...

[riso]
Não deve ter sido bem assim, mas o cerne da história tem toda a semelhança com a realidade...

A maior desgraça que pode acontecer a um artista é começar pela literatura, em vez de começar pela vida.
Miguel Torga

procure outras florestas, outras árvores, não hesite...